Linha Desportiva
Adicionar aos Favoritos Adicionar aos Favoritos
:: SURF ::
NATAL
 
PUB FCE
 

LONGBOARD
 
Diogo, Kathleen e António Dantas
consagrados campeões nacionais no Estoril


Diogo, Kathleen e António Dantas conquistam títulos nacionais no Estoril(T)
 
Diogo, Kathleen e António Dantas conquistam títulos nacionais no Estoril(tx)
aa

29.Nov.17 - Com a última prova do “Estoril Surf Festival”, que decorreu durante o mês de Novembro com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e União de Freguesias de Cascais e Estoril, chegou ao fim o ‘Circuito Nacional de Longboard 2017’, competição que São Pedro do Estoril recebeu no passado sábado e domingo e que acabou por consagrar como campeões nacionais três atletas do Surfing Clube de Portugal, emblema organizador sedeado no concelho de Cascais, Diogo Gonçalves, no Open Masculino, que já tinha assegurado o título em Sines, Kathleen Barrigão, no Feminino, e António Dantas, em Sub-18, que o conquistaram na derradeira etapa.

A prova que teve como palco inicial a praia da Bafureira acabou por ter a sua fase final na de São Pedro do Estoril, onde Kathleen Barrigão levou a melhor sobre Inês Martins (CFS) na luta pelo título nacional feminino, já a António Dantas bastou-lhe a 2.ª posição, atrás do seu companheiro de equipa Frederico Mittermayer, para conquistar o troféu nacional sub-18, enquanto no Open Masculino Diogo Gonçalves foi 3.º entre o quarteto que subiu ao pódio, João Dantas como vencedor, em 2.º João Gama e em 4.º António Dantas, todos atletas do Surfing Clube de Portugal.
 
FOTO
 
Francisco Ordonhas sagra-se campeão
no “Estoril Surf Festival 2017”


Francisco Ordonhas sagra-se campeão no “Estoril Surf Festival 2017”(T)

15.Nov.17 - A segunda competição do “Estoril Surf Festival 2017”, que o Surfing Clube de Portugal leva a efeito durante este mês de Novembro, onde conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da União de Freguesias de Cascais e Estoril, consagrou mais um surfista de Cascais, o jovem Francisco Ordonhas, com o título de campeão nacional em sub-12, prova que estava prevista ter como palco a praia de São Pedro do Estoril e que acabou por ser transferida para a praia do Paraíso, na Costa da Caparica, devido à falta de ondas.
 

Francisco Ordonhas, atleta do Surfing Clube da Costa do Sol, emblema do concelho de Cascais, venceu na bateria final o seu companheiro de equipa Salvador Cardoso, vitória que foi fundamental para superar os restantes dois candidatos ao título, Francisco Mittermayer, do Surfing Clube de Portugal, e Matias Canhoto.

Entretanto na sexta-feira, dia 10, decorreu na praia de São Pedro do Estoril o “II Troféu de Cascais”, prova disputada por alunos das escolas privadas e públicas do concelho, com os três títulos de 2017 a serem conquistados por Emma Rebelo (Escola Secundária São João do Estoril) no Open Feminino, Miguel Kilford (Secundária de Carcavelos) em Iniciados e Martim Carrasco (Escola Fernando Lopes Graça) na categoria de Juvenis, com os respectivos pódios finais a completarem-se com os seguintes atletas/alunos:

Iniciados – 2.º Afonso Dias (Escola básica da Alapraia); 3.º Mateus Pessoa (Colégio Dona Luísa Sigea); 4.º Afonso Primo (Escola Secundária de Carcavelos).
Juvenis – 2.º Lucian Prodan (Escola Secundária São João do Estoril); 3.º Francisco Mittermayer (Salesianos Manique); 4.º António Maria Castro (Escola Secundária São João do Estoril).
Open Feminino – 2.ª Maria Castro; 3.ª Mónica Sedas (ambas da Escola Secundária São João do Estoril); 4.ª Matilde Sá (Salesianos de Manique).
Francisco Ordonhas sagra-se campeão no “Estoril Surf Festival 2017”(tx)
aa
 

Bodyboard
 
Miguel Ferreira e Francisco Ferreira
sagraram-se campeões nacionais


Miguel Ferreira e Francisco Ferreira sagraram-se campeões nacionais(T)

8.Nov.17 - São atletas do concelho de Cascais, da Associação Novos Desportos Aquáticos - Aqua Carca, que no passado fim-de-semana, de 4 e 5 de Novembro, conquistaram o título de campeões nacionais na praia de Carcavelos, são eles Miguel Ferreira, em sub-18, e Francisco Ferreira, em sub-12, quando ainda está para disputar a etapa da Figueira da Foz para se fazerem as contas finais do “Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças 2017”.
 
Miguel Ferreira e Francisco Ferreira sagraram-se campeões nacionais(tx)

A etapa carcavelense, organizada pela Aqua Carca e Federação Portuguesa de Surf, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, não foi totalmente conseguida devido à falta de ondas no segundo dia, onde apenas foi possível terminar a prova de sub-12, juntando-se às de sub-16 e sub-18 masculina, que apesar da chuva e vento forte que se fez sentir no sábado, foram concluídas, acabando as de sub-14 e sub-18 feminina por não se realizar.

No que diz respeito aos resultados, David Vedor (CRC Quinta dos Lombos) foi o vencedor em sub-18 e sub-16, no primeiro foi ladeado no pódio por Miguel Ferreira (Aqua Carca), lugar que lhe valeu o título antecipado de campeão nacional no escalão, com Jacinto Pascoal e Diogo Severino (Aqua Carca) a ocuparem os restantes dois lugares, no segundo António Ferreira e Rodrigo Lopes (ambos da Aqua Carca) terminaram na 2.ª e 3.ª posição, com Guilherme Mourão (CRC Quinta dos Lombos) a finalizar no 4.º lugar.
 

Em sub-12, o grande vencedor foi o jovem Francisco Ferreira (Aqua Carca), consagrado como campeão e transportado em ombros até ao pódio, onde foi ladeado pelo trio de forasteiros Miguel Matos, José Mano e Diogo Cruz.
 
Teresa Bonvalot é 30.ª no ranking mundial

Teresa 30.ª no ranking mundial(T)

8.Nov.17 - A jovem Teresa Bonvalot, ex-campeã nacional, terminou na 5.ª posição a participação no Port Stephens Toyota NSW, etapa de categoria 6.000 pontos do circuito mundial de qualificação feminino da World Surf League, competição que terminou no passado domingo na Nova Gales do Sul, Austrália, classificação que permitiu à surfista de Cascais ascender ao 30.º lugar do ranking mundial, tabela em que a carcavelense Carol Henrique, e actual campeã nacional, ocupa a 26.ª posição.
 
São Pedro do Estoril, em Novembro, vai definir
títulos de Skimboard, Surf Sub-12 e Longboard


 

A praia de São Pedro do Estoril vai, a partir deste fim-de-semana, receber a 12.ª edição do ”Estoril Surf Festival”, numa organização do Surfing Clube de Portugal, emblema que conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da Federação Portuguesa de Surf para levar a efeito as quatro competições no calendário ao longo deste mês de Novembro, com destaque para três em que estarão em jogo os títulos nacionais de Skimboard, Surf Sub 12 e Longboard.

A primeira tem início este sábado, dia 4, e tem o seu final no domingo, dia 5, em que serão conhecidos os campeões nacionais (masculino e feminino) de Skimboard, e conta com mais uma Expression Session.

O segundo fim-de-semana começa com a ”Taça de Cascais”, apontada para sexta-feira, dia 10, com os dias 11 e 12 a servirem de disputa do Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub 12, seguindo-se a 19 e 20 de Novembro o já mítico ”Campeonato Inter-Sócios” do Surfing Clube de Portugal.

Finalmente, no derradeiro sábado e domingo de Novembro, dias 25 e 26, vai estar em jogo nas ondas d praia de São Pedro do Estoril a final do ”Circuito do Nacional de Longboard”, competição que vai ditar a nova campeã nacional de 2017.
São Pedro do Estoril, em Novembro, vai definir títulos de Skimboard, Surf Sub-12 e Longboard(tx)
 
Teresa Padrela consagrada vice-campeã
na etapa “Boogie Chicks”, na praia do Guincho


Teresa Padrela consagrada vice-campeã na etapa “Boogie Chicks”, no Guincho(T)

2.Nov.17 - A vitória na 16.ª edição do evento “Boogie Chicks”, que teve como palco as águas da praia do Guincho, em Cascais, organizado pela Aqua Carca, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e Federação Portuguesa de Surf, levou Teresa Padrela, atleta carcavelense, a conquistar o título de vice-campeã nacional de bodyboard feminino.
 
Teresa Padrela consagrada vice-campeã(tx)

A competição que decorreu no passado fim-de-semana com temperaturas dignas de Verão, e que contou com um recorde de 95 surfistas, fica para história como o maior evento de bodyboard feminino no país, acabou por levar ao lugar mais alto do pódio as irmãs Padrela, Madalena em Sub-14, com Mariana Rosa (2.ª), Beatriz Coelho (3.ª) e Madalena Sá (4.ª) nos restantes, e Teresa em Open, ladeada por Madalena Valério (2.ª), Marta Leitão (3.ª) e Teresa Almeida (4.ª) na altura da consagração.

Na prova Amador, Lara Santos foi a vencedora, Catarina Escobar foi 2.ª, Madalena Rodrigues 3.ª e Margarida Silva 4.ª, com os restantes prémios a serem atribuídos a Carolina Abreu (Boogie Revelação), Silvia Pacheco (Boogie Paixão), Inês Piedade (Boogie Destemida) e Filipa Broeiro (Boogie Fair Play).
 
Frederico Morais no pódio em Cascais
distinguido “Surfista Europeu do Ano”


Frederico no pódio em Cascais e “Surfista Europeu do Ano”(T)
 

Chegou ao fim o “EDP Billabong Pro Cascais”, competição da World Surf League que durante dez dias decorreu nas águas da praia do Guincho e Carcavelos com a participação de surfistas cascalenses, entre os quais Frederico Morais, único a conseguir chegar às meias-finais, onde caiu perante o havaiano Ezekiel Lau, acabando por subir ao pódio na 3.ª posição juntamente com o norte-americano Kanoa Igarashi, enquanto o brasileiro Italo Ferreira recebia o troféu de vencedor das mãos de Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais.

Frederico Morais, que se prepara para competir no Quiksilver Pro France, em Soorts-Hossegor, França, onde recebeu sexta-feira passada, dia 6 de Outubro, o prémio de Surfista Europeu do Ano, atribuído pela EuroSima, numa cerimónia em que foram galardoados os melhores do ano europeu nas mais variadas área do surf, distinção que é a prova da grande temporada de Frederico no World Tour, e que contou com a presença de várias lendas do surf mundial, entre os quais Tom Carroll, Ross Clarke-Jones e Carlos Burle.
Frederico no pódio em Cascais e “Surfista Europeu do Ano”(tx)
 
Vasco Ribeiro e Carol Henrique
coroados campeões nacionais


Vasco Ribeiro e Carol Henrique coroados campeões nacionais(T)
 
Vasco Ribeiro e Carol Henrique coroados campeões nacionais(tx)
aa

Chegou ao fim a “Liga MEO Surf” e com ela o campeão que faltava, pois já era conhecido o título feminino de 2017 protagonizado pela carcavelense Carol Henrique antes da derradeira prova, em Cascais. No passado fim-de-semana na praia do Guincho, foi a vez do cascalense Vasco Ribeiro ser coroado uma vez mais como campeão, título que lhe valeu o wildcard para marcar presença na 10.ª etapa do World Surf League, em Peniche, ao lado dos melhores do Mundo, entre os quais o seu companheiro de equipa, o também cascalense Frederico Morais.

O pano caiu sobre a “Liga MEO Surf 2017” com a cerimónia de entrega dos ‘Portugal Surf Awards’ na noite de sábado passado, dia 16 de Setembro, prémios em que os surfistas do concelho de Cascais estiveram em grande evidência, não só pelos títulos conquistados por Vasco Ribeiro (Surfing Clube da Costa do Sol) e Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos), mas também pela conquista da Melhor Onda por Teresa Bonvalot (Surfing Clube da Costa do Sol), de Melhor Júnior do Ano por João Moreira (CRC Quinta dos Lombos), Surfers’ Surfer por Camila Kemp (CRC Quinta dos Lombos) e Miguel Blanco (Surfing Clube de Portugal), com Vasco Ribeiro a receber ainda o troféu de Performer do Ano e Frederico Morais o de Personalidade de 2017.

O quarto título campeão nacional de Vasco Ribeiro foi conquistado na praia do Guincho, onde caiu nas meias-finais perante Miguel Blanco, posição que bastava para manter-se como líder do ranking, com Pedro Henrique (CRC Quinta dos Lombos), vencedor em Cascais, a quedar-se pelo 2.º lugar da tabela masculina.

Para além da liderança de Carol Henrique, que no passado fim de semana teve conhecimento da conquista do título de campeã europeia da World Surf League, título feminino inédito até então em Portugal, que Justin Mujica e Pedro Henrique, seu irmão, tinham conseguido em 2004 e 2015, marcaram presença no ‘top 10’ do ranking feminino a carcavelense Camila Kemp, na 2.ª posição, e Teresa Bonvalot, no 6.º lugar, apesar das ausências nas duas derradeiras provas.
 
Quinta dos Lombos, em Surf e Taça de Portugal,
Surfing Clube de Portugal, em Longboard,
e Aqua Carca, em Bodyboard, campeões


Lombos, em Surf e “Taça de Portugal”, Surfing Portugal, em Longboard, e Aqua Carca, em Bodyboard, campeões(T)

Chegou ao fim a época ao nível de clubes com três emblemas do concelho de Cascais a chamarem a si quatro títulos de campeões de 2017, o CRC Quinta dos Lombos a sair vencedor por equipas em Surf e a conquistar a “Taça de Portugal”, troféu que regressa à vitrine da formação de Carcavelos depois da ausência auri-negra em 2016, o Clube de Surfing de Portugal que foi o primeiro no pódio em Longboard e o Aqua Carca vencedor em Bodyboard.

A derradeira prova do ano teve lugar na praia da Cova Gala, na Figueira da Foz, competição que contou com a participação de cerca de 300 atletas, de 16 clubes de Norte a Sul de Portugal, os quais disputaram os títulos nacionais por equipas e individuais, e da “Taça de Portugal”, prova em que o Surfing Clube de Portugal foi 5.º classificado entre 17 clubes.
 
Carol Henrique é bicampeã nacional

Carol Henrique é bicampeã nacional(T)

A etapa de Ílhavo, a “Miss Activo Cup” era, desde a sua inclusão no calendário do Circuito Nacional, poder vir a ser uma etapa com grande peso na disputa do título feminino, e se podia acabou por ser pois sem o concurso de Teresa Bonvalot, que competia do outro lado do oceano, a vitória de Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos) chegou para a carcavelense festejar o título de campeã quando falta a prova de Cascais para o fecho das contas, entre 14 e 16 de Setembro, sagrando-se bicampeã nacional.

A surfista de Carcavelos, que viu Camila Kemp, sua companheira de equipa, cair na segunda ronda, ficou com o caminho praticamente livre para a vitória final conseguida sobre a jovem Mariana Garcia, alcançando assim a sua terceira subida ao lugar mais alto do pódio da “Liga MEO Surf 2017”, somando agora 4.460 pontos, mais 1.120 que a cascalense Teresa Bonvalot, que seria a sua mais forte concorrente na discussão do título nacional.
 
Frederico Morais finalista vencido em J-Bay
saltou para o 12.º lugar do ranking mundial


Frederico Morais finalista vencido em J-Bay saltou para o 12.º lugar do ranking mundial(T)
 

Depois de três 13.ºs lugares, um 25.º e um 5.º, em cinco das onze etapas do ’tour’ mundial, o cascalense Frederico Morais saltou para a ribalta dos noticiários televisivos, radialistas e foi manchete de jornais no universo surfista ao alcançar a final do ”Corona Open J-Bay2, sexta etapa do circuito mundial, onde registou a primeira nota 10 no World Tour.

Apesar de batido na final pelo brasileiro Filipe Toledo, Frederico Morais alcançou o melhor resultado de sempre de um português no World Tour, o também cacalense Vasco Ribeiro e Tiago Pires tinham conseguido apenas a 3.ª posição, ‘Kikas’ foi segundo na etapa sul-africana de Jeffreys Bay que lhe conferiu o salto da 18.ª para a 12.ª posição do ranking mundial, ficando a 1.250 pontos de Connor O'Leary (10º), o único rookie que está à sua frente, deixando assim em aberto a conquista do troféu de ”Rookie do Ano”.
Frederico Morais finalista vencido em J-Bay saltou para o 12.º lugar do ranking mundial(tx)
 
Vasco Ribeiro e Carol Henriques
vencem em Sintra e lideram ranking


Vasco  Ribeiro e Carol Henriques vencem em Sintra e lideram ranking(T)

Os cascalenses Vasco Ribeiro (Surfing Clube da Costa do Sol) e Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos) foram os grandes vencedores da penúltima etapa da “Liga MEO Surf”, a ‘Allianz Sintra Pro’, para o sector masculino, prova que a praia Grande recebeu no passado fim-de-semana, dupla que amealhou ainda a vitória final na ‘Allianz Triple Crown’.

O ex-tricampeão nacional Vasco Ribeiro, ao derrotar na final o também cascalense Miguel Blanco (Surfing Clube de Portugal), passou a liderar o ranking tendo em vista o título, tal como Carol Henrique, ao levar a melhor na derradeira prova sobre Mafalda Lopes, ranking cujas contas para definir os campeões de 2017 tem lugar entre 14 e 16 de Setembro em Cascais, na praia de Carcavelos ou no Guincho, entretanto a penúltima competição feminina vai decorrer a 19 de Agosto em Ílhavo.

Na tabela masculina, e no que diz respeito a surfistas da Linha, Miguel Blanco ocupa o 5.º lugar, enquanto na feminina a cascalense Teresa Bonvalot, ex-campeã em título, está na 2.ª posição, a carcavelense Camilla Kemp segue no 3.º lugar.
 
Teresa Bonvalot bicampeã da Europa

Teresa Bonvalot bicampeã da Europa(T)

A jovem cascalense, Teresa Bonvalot, surfista que aos 17 anos de idade conta já com um palmarés apreciável de títulos nacionais e internacionais, sagrou-se pelo segundo ano consecutivo campeã do “European Pro Junior Tour” ao vencer a etapa de Espinho, vitória que já tinha conseguido na Caparica, seguindo-se um 3.º lugar em Biscarrosse, França, resultados que permitem a Teresa Bonvalot, quando falta uma etapa para as contas finais, ver-se consagrada como bicampeã europeia em juniores.

Agora o grande objectivo de Teresa Bonvalot é a conquista do título do campeã mundial, competição que terá lugar em Kiama, Austrália, no início do próximo ano.
 
Escola do “Kikas” em São Pedro do Estoril

Escola do “Kikas” em São Pedro do Estoril(T)

A “The Blue Room by Frederico Morais” abriu sábado passado, as portas da sua escola a todos aqueles que queiram aprender a surfar, sonhando um dia a tornarem-se campeões na modalidade.

Sedeada num edifício de dois andares em São Pedro do Estoril, a escola está dotada com três monitores, por escalões, e conta com cozinha e salas de estar, em azul, um projecto lançado em que o compromisso é com o surf e para o surf, tentando trazer de volta aquele feeling dos dias relaxados, sem stress, aproveitando, como refere Frederico, o bom que a vida tem para oferecer, e que está à distância de emailtheblueroomsurf@gmail.com ou um telefonema 927 488 112 – para os jovens que queiram aprender com o “Kikas”.
 
Teresa Bonvalot vence na Figueira da Foz
e segue na frente do ranking nacional


Teresa Bonvalot vence na Figueira da Foz e segue na frente do ranking nacional(T)

O segundo êxito consecutivo de Teresa Bonvalot na “Liga MEO Surf 2017”, deixa a jovem cascalense, atleta do Surfing Clube da Costa do Sol, no comando isolado do ‘ranking’ nacional feminino, uma vitória arrancada através da mais elevada das notas, 10 pontos em 10 possíveis, já que após a prova final Teresa Bonvalot e Camilla Kemp, detinham a mesma pontuação (15,75), nota conseguida naquela que foi considerada a melhor onda até ao momento, pertença da surfista de São Pedro do Estoril, e que acabou por lhe dar o lugar mais alto do pódio na etapa da Figueira da Foz.

Depois das contas finais da prova na praia do Cabedelo, Teresa Bonvalot é agora líder isolada do ’ranking’ nacional, onde é ladeada por Carol Henrique e Camilla Kemp (ambas do CRC Quinta dos Lombos), seguindo-se agora, entre 14 e 16 de julho, a etapa na Praia Grande, a ‘Allianz Sintra Pro’, penúltima da “Liga MEO Surf 2017”, com a última, em Cascais, apontada para meados de Setembro.

Na final da competição masculina, Miguel Blanco (Surfing Clube de Portugal) foi batido na final por Pedro Henrique, atual campeão nacional, surfista que está agora na 3.ª posição do ’ranking’ nacional masculino, atrás de Vasco Ribeiro (Surfing Clube da Costa do Sol), tabela liderada por Tiago Pires.
 
Cascalenses Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot
vencedores da 2.ª etapa da “Liga MEO Surf”


Cascalenses Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot vencedores da 2.ª etapa da “Liga MEO Surf”(T)

Os ex-campeões nacionais, Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot, atletas do Surfing Clube da Costa do Sol, foram os grandes vencedores da “Renault Porto Pro”, segunda etapa da “Liga MEO Surf”, que decorreu na praia Internacional do Porto, onde a dupla de surfistas do concelho de Cascais subiu ao lugar mais alto do pódio após baterem na final masculina Gony Zubizarreta, por 13,8-13,6, e na feminina Mariana Garcia, por 17,25-10,1.

Vitórias que deixaram Vasco Ribeiro na liderança, ex-aequo com Tiago Pires, do ranking masculino, seguido de Gony Zubizarreta, Marlon Lipke e José Ferreira (Surfing Clube da Costa do Sol), tal como no ranking feminino onde Teresa Bonvalot e Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos) lideram igualmente em ex-aequo, com Yolanda Hopkins, Camilla Kemp (CRC Quinta dos Lombos) e Mariana Garcia nos restantes lugares do ‘top 5’.

A próxima etapa vai ser dispuatada na pria da Figueira da Foz, nos dias 2, 3 e 4 de Junho, recorde-se que a derradeira está apontada para meados de Setembro em Cascais.
 
Atletas de Cascais presentes no “Mundial”

Atletas de Cascais presentes no “Mundial”(T)

Quatro surfistas, Carol Henrique, Teresa Bonvalot, José Henrique e Miguel Blanco, de três emblemas do concelho de Cascais, CRC Quinta dos Lombos, Surfing Clube da Costa do Sol e Surfing Clube de Portugal, vão representar o seleccionado lusitano no “ISA World Surfing Games 2017”, que vai decorrer a partir de domingo, dia 21, até dia 28 de Maio, nas águas gaulesas de Biarritz, onde Portugal vai disputar o título com mais de 40 selecções representadas pelos melhores surfistas do mundo.
 
Teresa Bonvalot sagrou-se campeã júnior,
Vasco e Carol foram vices no “Caparica Pro”


Teresa Bonvalot sagrou-se campeã júnior, Vasco e Carol foram vices no “Caparica Pro”(T)
 
Teresa Bonvalot sagrou-se campeã júnior, Vasco e Carol foram vices no “Caparica Pro”(tx)
aa

Cinco surfistas do concelho de Cascais, Teresa Bonvalot, Vasco Ribeiro, Carol Henrique, Francisca Veselko e Camila Kemp, estiveram em grande destaque na competição da Caparica, palco da atapa do ‘Junior Tour da WSL’ e do ’Qualifying Series da World Surfing League’, povas integradas no “Caparica Primavera Surf Fest”.

A jovem Teresa Bonvalot, atleta do Surfing Clube da Costa do Sol, ao somar 13.34 pontos na final da prova júnior, foi a primeira a subir ao pódio ao levar de vencida a britânica Ellie Turner (9.96), sagrando-se campeã pela terceira vez do “Caparica Junior Pro”, prova em que a sua companheira de equipa Francisca Veselko, com apenas 13 anos de idade, cometeu a proeza de finalizar na 3.ª posição ao amealhar um total de 6.26 pontos.

Mais tarde foi a vez de Carol Henrique, surfista do CRC Quinta dos Lombos e actual campeã nacional, a ocupar o lugar de vice-campeã no pódio feminino do “Caparica Pro”, depois de ser derrotada na final pela francesa Justine Dupont, prova em que a lombita Camila Kemp caiu nos quartos-de-final.

Título de vice-campeão que Vasco Ribeiro, atleta do Surfing Clube da Costa do Sol, com 13.90 pontos, também alcançou na prova masculina do “Caparica Pro” ao ser batido na final pelo espanhol Gony Zubizarreta.
 
Carol Henrique vence 1.ª etapa da “Liga MEO”

Carol Henrique vence 1.ª etapa da “Liga MEO”(T)
 

As águas da Ribeira D'Ilhas, na Ericeira, foram o palco da etapa inicial da ”Liga MEO Surf”, competição que abriu o caminho para o título nacional em 2017 e que Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos), consagrada campeã em 2016, começou da melhor forma ao levar de vencida na final a algarvia Yolanda Hopkins, surfista que causou a maior surpresa da etapa ao eliminar nas meias-finais a ex-bicampeã nacional Teresa Bonvalot (Surfing Clube da Costa do Sol).

No sector masculino, a vitória foi para Tiago Pires, com José Ferreira (Surfing Clube da Costa do Sol) a subir ao pódio como finalista vencido, juntamente com o seu colega de equipa Vasco Ribeiro e Marlon Lipke.

Destaque ainda para o jovem João Moreira (CRC Quinta dos Lombos) vencedor da prova Renault Expression Session.
Carol Henrique vence 1.ª etapa da “Liga MEO”(tx)
aa
 
“Circuito de Bodyboard de Carcavelos”
premiou campeões da edição de 2017


“Circuito de Bodyboard de Carcavelos” premiou campeões da edição de 2017(T)
 
“Circuito de Bodyboard de Carcavelos” premiou campeões da edição de 2017(tx)
aa

Chegou ao fim a edição deste ano do “Circuito de Bodyboard de Carcavelos”, competição organizada em parceria pelos clubes carcavelenses Aquacarca e Centro Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e União de Freguesias de Carcavelos e Parede, com a etapa final, tal como a primeira, decorreu na praia de Carcavelos, onde depois de feitas as contas das duas tabelas classificativas Miguel Ferreira, em sub-18 masculinos, Teresa Padrela, em sub-18 femininos, Rodrigo Lopes, em sub-16, e Pedro Ferreira, em sub-14, foram consagrados os campeões.

O “Circuito de Bodyboard de Carcavelos 2017”, contou com a participação de mais de meia centena de jovens surfistas, masculinos e femininos, teve a particularidade de nenhum dos vencedores finais festejarem vitórias nas duas etapas, situação que levou a que o campeão da edição de 2017 dos sub-18 fosse encontrado com base nas pontuações dos scores das finais, acabando Miguel Ferreira por bater David Vedor por décimas.
 
Mais de 80 jovens surfistas em Carcavelos
a 2.ª etapa do “Circuito Regional de Lisboa”


Mais de 80 jovens surfistas em Carcavelos na 2.ª etapa do “Circuito Regional de Lisboa”(T)
 

O mar calmo, na praia de Carcavelos, não foi o melhor para as oito dezenas de surfistas, masculinos e femininos, que participaram na segunda etapa do “Circuito Regional de Lisboa”, numa organização da Secção de Desportos Náuticos do Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e União de Freguesias de Carcavelos e Parede.

Situação que obrigou a direcção técnica da prova a criar soluções alternativas, caso do palanque duplo dos oitavos-de-final da categoria de sub-16, apesar do encher da maré na manhã de domingo que acabou por trazer algumas ondas.

Após os derradeiros desfechos dos respetivos escalões, Simão Silva (Surfing Clube da Costa do Sol) foi o vencedor nos sub-12 ao bater na final o seu companheiro de equipa Francisco Ordonha, Guilherme Ribeiro (ASCC) venceu nos sub-16 masculinos, enquanto nas provas femininas, sub-16 e sub-18, Mafalda Lopes (ASCC) sagrou-se duplamente vencedora.
Mais de 80 jovens surfistas em Carcavelos na 2.ª etapa do “Circuito Regional de Lisboa”(tx)
 
Santiago Graça e João Mendonça vencedores
no “Circuito Regional da Grande Lisboa”


Santiago Graça e João Mendonça vencedores no “Circuito Regional da Grande Lisboa”(T)
 
Santiago Graça e João Mendonça vencedores no “Circuito Regional da Grande Lisboa”(tx)
aa

Disputada por 86 surfistas, divididos pelas três categorias, sub-12, sub-14 e sub-16, arrancou no passado fim-de-semana o “Circuito Regional de Surf da Grande Lisboa”, competição organizada pelo Surfing Clube de Portugal no Bico em São Pedro do Estoril, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da União de Freguesias de Cascais e Estoril.

A primeira etapa do Circuito teve como vencedores dois surfistas do concelho de Cascais, Santiago Graça, do CRC Quinta dos Lombos, em sub-12, e João Mendonça, do Surfing Clube da Costa do Sol, em sub-14, com a vitória nos sub-16 a ser conquistada pelo forasteiro Guilherme Ribeiro.

A segunda etapa tem lugar este sábado e domingo na praia de Carcavelos, organizada pela Secção de Desportos Náuticos do Centro Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da União de Freguesias de Carcavelos e Parede.
 
“Circuito de Bodyboard de Carcavelos 2017”
• Primeira etapa decorre este domingo


“Circuito de Bodyboard de Carcavelos 2017”(T)

Disputado em duas etapas, a primeira vai ser disputada este domingo, dia 19 de Fevereiro, a segunda a 11 e 12 de Março, na praia de Carcavelos, numa organização conjunta do Aquacarca e Centro Recreativo e Cultural Quinta dos Lombos, que nasceu em 2015 e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, da União de Freguesias de Carcavelos e Parede e da Federação Portuguesa de Surf, o “Circuito de Bodyboard de Carcavelos 2017” tem como objetivo juntar e dinamizar os jovens atletas carcavelenses numa competição local, de forma a conseguir que estes se preparem e apurem para o “Circuito Nacional Esperanças” nas diferentes categorias (sub-14, sub-16, sub-18 e sub-18 Feminino).

O modelo de campeonato escolhido tem em conta a formação dos atletas, com duas rondas para cada uma das categorias. Em caso de empate, este será resolvido através dos scores de cada ronda.
 
Frederico Morais entre a elite Mundial em 2017

Frederico Morais entre a elite Mundial em 2017(T)

A felicidade e o largo sorriso de Frederico Morais expressa nas fotos do pódio na praia de Sunset, no Havai, com a bandeira de Portugal à cintura e com o troféu de finalista vencido nas mãos, indiciavam não só mais um excelente resultado junto dos melhores surfistas que marcaram presença na “Vans World Cup”, prova pontuável para a ‘qualifying series’, onde finalizou em 3.º lugar atrás dos australianos Connor O’Leary e Ethan Ewing, mas mais do que tudo a entrada em 2017 na chamada 1.ª divisão, o “Championship Tour”, lugar que o surfista cascalense conquistou antes de chegar à final, quando venceu o seu heat nos quartos-de-final que lhe deu acesso às meias-finais, onde foi de novo o melhor ao bater o norte-americano Tanner Gudauskas, o australiano Jack Freestone e o havaiano Ezekiel Lau.

Frederico Morais, atleta que em Portugal defende as cores do Surfing Clube da Costa do Sol, terminou derrotado na final por Jordy Smith pela diferença de 1.96 (14.10-15.06) devido a uma não bem conseguida segunda wave, somando assim no espaço de duas semanas dois segundos lugares consecutivos no exigente e prestigiado Havai, que ficam na história do surf lusitano e europeu.
 
Frederico a um passo da “Championship Tour”

Frederico a um passo da “Championship Tour”(T)

Depois do brilhante 2.º lugar no Hawaiian Pro, Frederico Morais está a um pequeno passo de entrar no “Championship Tour” do próximo ano, pois a derrota na final perante o campeão mundial John John Florence, no passado domingo, valeu ao surfista de Cascais 8.000 pontos e a subida de 18 posições, estando neste momento dentro da “bolha” da qualificação, quando falta a última prova para as contas finais, em que Frederico não precisa de muito para melhorar a sua posição e garantir um lugar na primeira etapa do Circuito Mundial.

Terá de passar pelos dois heats (assumindo que começa no round 2), o que lhe daria 2.100 pontos (se perder em 4.º no round de 32) ou 2.300 (se perder em 3.º no round de 32), resultado em que Frederico Morais “capitaliza” 1.000 ou 1.200 pontos, totalizando 18.110 ou 18.310, o que seria suficiente para passar o seu grande amigo Ryan Callinan (se ele não pontuar) e passando a ocupar a 9.ª posição no ranking QS.

Se passar ao round de 16 estará numa excelente posição para garantir a sua vaga, um 4.º lugar garante-lhe um total de 18.510 pontos, que lhe permite passar Ryan Callinan, Bino Lopes e Ian Gouveia, caso eles não pontuem, e passar para o 7.º lugar do ranking.

A partir desta fase é quase certo que o seu lugar na etapa inicial do “Championship Tour 2017” estará garantido.
 
São Pedro do Estoril recebeu “I Troféu Cascais”

São Pedro do Estoril recebeu “I Troféu Cascais”(T)

Três dias de competição e espectáculo de surf no passado fim de semana nas águas que banham São Pedro do Estoril, primeiro na sexta-feira com a disputa do “I Troféu Cascais”, onde alunos das escolas públicas e privadas do concelho disputaram os três troféus, com Rita Brito, Escola Secundária São João do Estoril, a receber o do Open Feminino, Lourenço Sousa, Escola Secundária da Cidadela, o da categoria de Iniciados e Lucian Prodan, moldavo das Escolas de Alapraia, a conquistar o de Juvenis, com os restantes lugares a serem ocupados pelos seguintes alunos:

Juvenis – 2.º Ari Bettencourt; 3.º Diogo Carvalho; 4.º Guilherme Figueiredo.
Iniciados – 2.º Francisco Mittermayer; 3.º Rafael Silva; 4.º Frederico Mittermayer.
Open Feminino – 2.ª Emma Silva; 3.ª Maria Navarro; 4.ª Mónica Sedas.

No sábado e domingo realizou-se o “Campeonato do Surfing Clube de Portugal” em ambiente de convívio fantástico e com ondas extraordinárias, onde vários atletas top nacionais e internacionais fizeram as delícias de todos os presentes, com o seguinte quadro de resultados:

Open Surf – 1.º André Moi; 2.º João Félix; 3.º Jhon Junior; 4.º Miguel Blanco.
Open Longboard – 1.º João Dantas; 2.º Enrique Lenzano; 3.º João Gama; 4.ª Kathleen Barrigão.
Open Feminino – 1.ª Kathleen Barrigão; 2.ª Rita Brito; 3.ª Matilde Sá; 4.ª Isabel Barata.
Sub-16 – 1.º Rodrigo Lebre; 2.º Lourenço Nunes; 3.º Lucian Prodan; 4.º João Clara.

O “XI Estoril Surf Festival”, que é organizado pelo Surfing Clube Portugal e conta com os apoios da Câmara Municipal de Cascais, União de Freguesias de Cascais e Estoril e Federação Portuguesa de Surf, encerra no próximo fim-de-semana, dias 26 e 27 de Novembro, com a discussão dos títulos nacionais 2016 de Longboard na praia de São Pedro do Estoril.
 
Francisca Veselko sagrou-se campeã sub-16

Francisca Veselko sagrou-se campeã sub-16(T)

A derradeira prova do nacional de Esperanças feminino, que estava apontada para a praia de São Pedro do Estoril, primeira do “Estoril Surf Festival” que o Surfing Clube de Portugal leva a efeito durante este mês de Novembro com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, da Federação Portuguesa de Surf e União de Freguesias de Cascais e Estoril, acabou por ser disputada na praia do Dragão, na Costa de Caparica, terminando da melhor maneira para a jovem estorilista Francisca Veselko, atleta do Surfing Clube da Costa do Sol, que conquistou o título de campeã nacional sub-16 após um percurso com as notas mais altas do dia num surf muito bonito e moderno.

No próximo fim de semana é a vez da especialidade de Skimboard fazer parte de mais uma edição do “Estoril Surf Festival”, desta vez espera-se nás águas que banham São Pedro do Estoril, prova onde serão conhecidos os campeões nacionais de 2016.
 
Atletas de Carcavelos em destaque
no Circuito Nacional de Bodyboard


Carcavelos recebeu Nacional de Bodyboard(T)

Numa organização da Aqua Carca, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, a praia de Carcavelos no passado fim de semana foi palco da 4.ª etapa do “Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças”, com a participação de 85 jovens atletas de emblemas do Norte a Sul do país, os quais durante os dois dias disputaram as vitórias nas cinco categorias.

A prova, integrada no “Festival de Bodyboard Carcavelos 2016”, acabou por contar com três bodyboarders carcavelenses no lugar mais do pódio – Guilherme Guerra (CRC Quinta dos Lombos) em sub-18, Madalena Guerra em sub-18 Femininos e Pedro Ferreira em sub-14 (ambos da Aqua Carca) –, destacando-se ainda as presenças de Madalena Padrela e Mariana Rosa (ambas da Aqua Carca), em 2.º e 3.º lugar no pódio sub-18 Feminino, de David Vedor (CRC Quinta dos Lombos) e João Ferreira (Aqua Carca) na 2.ª e 4.ª posição em sub-16, de Jaime Bonito (Aqua Carca) no 2.º lugar de sub-14, e de Thassilo Mauch (CRC Quinta dos Lombos) e Vasco Ferreira (Aqua Carca), 2.º e 3.º nos sub-12.
 
Pedro Henrique e Carol Henrique (CRCQL)
consagrados campeões nacionais em Cascais


Pedro Henrique e Carol Henrique (CRCQL) consagrados campeões nacionais em Cascais(T)
 

A praia do Guincho, em Cascais, foi uma vez mais palco da consagração dos campeões da “Liga MOCHE”, títulos nacionais que esta época foram conquistados pelos irmãos Pedro e Carol, surfistas do CRC Quinta dos Lombos, tal como Camila Kemp, atleta que chamou a si a vitória na derradeira prova recebendo das mãos do edil cascalense Carlos Carreiras o troféu do “Huawei Cascais Pro” feminino, que se sagrou vice-campeã, título que José Ferreira (Surfing Clube da Costa do Sol) arrecadou nas contas finais do ranking masculino.

A Pedro Henrique bastava-lhe chegar às meias-finais e que José Ferreira não fosse o vencedor do “Huawei Cascais Pro”, designação da última etapa do Circuito de 2016, que contou com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, para subir ao pódio como campeão, juntando-se a Carol Henrique, já detentora do título feminino, situação que acabou por acontecer já que o surfista de São Pedro do Estoril não foi capaz de vencer o espanhol Gony Zubizarreta.
Pedro Henrique e Carol Henrique (CRCQL) consagrados campeões nacionais em Cascais(tx)
 
“Huawei Cascais Pro” decide título masculino

“Huawei Cascais Pro” decide título masculino(T)

Começa esta quarta-feira entre as praias do Guincho e Carcavelos a luta pelo título masculino de 2016, pois o feminino já foi conquistado por Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos) na etapa anterior, em Ílhavo, faltando apenas a consagração final.

Na ‘pole position’ estão três surfistas do concelho de Cascais, Pedro Henrique (CRC Quinta dos Lombos), José Ferreira e Filipe Jervis (ambos do Surfing Clube da Costa do Sol), assim como Tiago Pires, já que, os também atletas do emblema de São Pedro do Estoril, Frederico Morais e Vasco Ribeiro, campeões absolutos dos últimos cinco anos, não vão estar na etapa decisiva que vai terminar sábado, dia 8 de Outubro, devido a compromissos internacionais.

As quatro etapas já disputadas, com três vencedores diferentes, Gony Zubizarreta (Ericeira), Frederico Morais (Caparica e Praia Grande) e Pedro Henrique (Porto), faz com que Cascais seja uma vez mais o palco de decisão e consagração da “Liga MOCHE 2016”, etapa que conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais.

Ao Pedro Henrique, atual líder do ranking com 2.840 pontos, basta-lhe chegar à final do “Huawei Cascais Pro” para subir ao pódio como campeão sucedendo a Frederico Morais, pode mesmo bastar estar nas meias-finais, à espreita, na primeira fila, está José Ferreira, 3.º da tabela com 2.570 pontos, tal como Tiago Pires (2.520) e Filipe Jervis (2.360), de uma escorregadela do surfista de Carcavelos.
 
Carol Henrique (CRCQL) sagra-se campeã
a uma etapa do fim do Circuito Nacional


Carol Henrique (CRCQL) sagra-se campeã a uma etapa do fim do Circuito Nacional(T)
 

A consagração, essa está apontada para 8 de Outubro em Carcavelos ou no Guincho, praias onde vai ser disputada a derradeira etapa da “Liga MOCHE”, nesse dia a jovem Carol Henrique vai subir ao lugar mais alto do pódio para receber o troféu de campeã nacional em 2016, título que conquistou na etapa de Ilhavo, quarta consecutiva que a surfista do CRC Quinta dos Lombos venceu no Circuito, sucedendo dessa forma a Teresa Bonvalot, que recorde-se detinha os títulos de 2014 e 2015.

A vitória de Carol Henrique sobre Camila Kemp, sua companheira de equipa e actual segunda classificada no ranking nacional, na meia-final da prova (14.75-10,50) que decorreu em águas nortenhas, e sobre a algarvia Yolanda Sequeira na final (10.67-9.47), foram essênciais para a jovem auri-negra consolidar o primeiro lugar na tabela feminina, onde no ’top 10’, para além de Camila Kemp, constam mais duas atletas do emblema de Carcavelos – Leonor Fragoso, em 4.º lugar, e Beatriz Giralt, em 10.º lugar, assim como Mariana Garcia (Aqua Carca), em 5.º lugar, e a ex-bicampeã Teresa Bonvalot (Surfing Clube da Costa do Sol), na 7.ª posição.
Carol Henrique (CRCQL) sagra-se campeã a uma etapa do fim do Circuito Nacional(tx)
 
 
 
 
Arquivo - Surf
 
 


Linha Desportiva
Linha Desportiva | Ficha Técnica | Registo ERC n� 125284 | Direc��o: Lobo Pimentel | CONTACTOS | Design & Desenvolvimento: ST Collective Copyright © Todos os direitos reservados