Linha Desportiva
Adicionar aos Favoritos Adicionar aos Favoritos
:: Arquivo - Futsal ::
Estoril Praia vence dérbi com CF Sassoeiros
e mantém vice-liderança com Reguilas de Tires


Estoril Praia vence dérbi com CF Sassoeiros e mantém vice-liderança com Reguilas de Tires(T)
 
Estoril Praia vence dérbi com CF Sassoeiros e mantém vice-liderança com Reguilas de Tires(tx)

O golo solitário de Cacau deu a vitória pela margem mínima (1-0) ao Estoril Praia naquele que foi o quarto dérbi do nacional secundário, jogo que teve como palco o pavilhão de Alcabideche em que os canarinhos defrontaram a sempre difícil equipa do CF Sassoeiros.

Nos restantes encontros da jornada 4, goleadas, a sofrida pelo CDR “Os Vinhais” com o Portimonense, no Algarve, por 7-3, e a do Reguilas de Tires sobre o FC São Francisco, em Alcochete, por 1-8, com esta a permitir ao conjunto de Pedro Nova manter-se na vice-liderança com os mesmos 9 pontos do Estoril Praia, que segue na 3.ª posição, enquanto as formações de Caros Alberto Costa e João Gonçalves ocupam o 8.º e 9.º lugar, com 3 pontos, da ”Série F” do campeonato da 2.ª divisão.

No próximo sábado, dia 21, joga-se a 5.ª jornada que conta com os seguintes encontros: CF Sassoeiros-SC Farense (17h00); CDR “Os Vinhais”-Sonâmbulos (16h00); Reguilas de Tires-Albufeira-Futsal (18h00); Portimonense-Estorial Praia.

Resultados:
Nacional Feminino/Seniores – CRC Quinta dos Lombos-UA Povoense, 4-4.
Masculino/Sub-20 – Leões de Porto Salvo-São Brás, 4-3; CRC Quinta dos Lombos-Sobrado Palmeiros, 7-3.
Juvenis – Leões de Porto Salvo-Escola D. João I, 8-2.

Distritais Masculinos/Seniores I Divisão – Monte Agraço-GRF Murches, 5-2; Futsal Oeiras-Rangel, 3-3; Pregança-Fundação Salesianos, 7-3; CRC Quinta dos Lombos B-Presa Casal Rato, 10-1; Internacional Lisboa-CDR “Os Vinhais” B, 6-3.
 

Juniores/Honra – SL Olivais-CF Sassoeiros, 4-5; Dramático de Cascais-CA Desportos, 1-4; AMSAC-Estoril Praia, 4-2.
I Divisão – Futsal Oeiras-Novos Talentos, 3-1; Caxienses-UP Venda Nova, 7-3; Reguilas de Tires-Milharado, 1-5.
Juvenis/Honra – Futsal Oeiras-CF Sassoeiros, 3-4; Academico Ciências-CRC Quinta dos Lombos, 2-6; CDR “Os Vinhais”-Presa Casal Rato, 5-1.
I Divisão – Shotokai Queluz-Dramático de Cascais, 3-9.
Iniciados/Honra – CF Sassoeiros-SL Benfica, 0-7; Leões de Porto Salvo-Arroja, 6-1; CRC Quinta dos Lombos-Shotokai Queluz, 4-7; Futsal Oeiras-Belenenses, 4-11.
I Divisão – Marista Lisboa-Leões de Porto Salvo, 5-1; Futsal Oeiras-AM Portela, 4-3; Patameiras-CDR “Os Vinhais”, 6-5.
Femininos/Seniores Honra – Técnico-Nova Morada, 4-1; Belenenses-Leões de Porto Salvo, 5-0.
Juniores – Inter SC-Leões de Porto Salvo, 0-6.
 

CRC Quinta dos Lombos, 3 – Fabril do Barreiro, 3
 
Vitória fugiu a 10 segundos do fim

Vitória fugiu a 10 segundos do fim(T)
 

Um balde água fria, ou melhor gelada, aquele que os jogadores, treinadores, dirigentes e adeptos carcavelenses sofreram quando ao minuto 39,50 a formação do Fabril do Barreiro conseguiu o golo de um empate que poderia ter merecido noutra altura do jogo, por exemplo na primeira metade, como aconteceu, em que o jovem Miguel Carvalho foi chamado a defender superiormente a sua rede, no entanto aquele golo a 10 segundos do apito final, que o CRC Quinta dos Lombos não merecia, para mais quando teve várias oportunidades de chegar ao golo, impediu os auri-negros de festejar a vitória.

Um empate que os pupilos de Rodrigo Barreiros não mereciam, mas o futsal tem destas coisas pois é uma modalidade que, enquanto a bola gira e salta dentro das quatro linhas, tudo pode acontecer.

Sobre o que restou da partida, o golo de Bruno Martins, aos 5 minutos, espevitou-a, já que começou com muitas cautelas defensivas por parte de ambos os conjuntos, os carcavelenses poderiam ter chegado aos 3-0 aos 16 e 17 minutos, com Alexandro e Alex a falharem golos com a baliza escancarada, só que quem não marca sofre e no minuto seguinte (18) o Fabril chegou ao empate (1-1) que levou as equipas para descanso.

O CRC Quinta dos Lombos entrou na segunda parte disposto a resolver o encontro a seu favor, em dois minutos, aos 23 e 24, Ricardo Andrade e Ivo Oliveira elevaram o marcador para 3-1, a formação visitante abanou com os dois golos de rajada, poderiam ter acontecido mais um ou dois, o jogo acalmou por parte dos pupilos de Rodrigo Barreiros, o Fabril do Barreiro aproveitou o baixar de braços para ter mais posse de bola e aos 31 minutos o 3-2 acabou por acontecer.

Nos derradeiros minutos os barreirenses apostaram tudo no 5x4, os carcavelenses ainda tiveram duas oportunidades para rematar da sua área para a baliza deserta do Fabril, até que, quando o relógio caminhava para o gongue final aconteceu o que ninguém estava à espera o golo que retirou a vitória ao CRC Quinta dos Lombos no seu primeiro encontro perante os seus adeptos depois de cinco jogos fora de casa, segue-se agora a ida ao Restelo para defrontar o Belenenses, equipa que está no “Grupo dos 8”, com mais um ponto que a formação do concelho de Cascais (8-7), jogo apontado para as 18h00 do próximo sábado, dia 21 de Outubro.
Vitória fugiu a 10 segundos do fim(tx)
aa aa
 
Leões fez tremer gigante Benfica

Leões fez tremer gigante Benfica(T)
 
Leões fez tremer gigante Benfica(tx)
aa

Uma vez mais não foi fácil para o SL Benfica superar o Leões de Porto Salvo, e não fora o auto-golo de Ré, pois ao contrário do relator da TVI 24 que disse ser o jogador encarnado o autor, a bola foi defendida por Hélder Fernandes bateu na coxa de Ré e seguiu o caminho da baliza, o encolher de Rúben Santos no segundo golo encarnado, e o demasiado espaço dado por Cherif no terceiro quando os lisboetas jogavam em 5x4 e talvez o cenário final, de enorme alívio benfiquista, fosse de festa porto-salvense...

Uma derrota que prova que há outro Leões de Porto Salvo esta época, à pormenores a limar, sem dúvida, não será o Linha Desportiva a focá-los aqui, no entanto no computo geral os pupilos de Jorge Monteiro foram enormes em campo, à que não esquecer que do outro lado estava um conjunto profissional em que um jogador pode receber de vencimento tanto como o total do plantel porto-salvense, como tal o 3-2 final, com golos de Marinho, na marcação de um livre de form inteligente, e a espectacular arrancada de Ré culminada com um toque para o fundo das redes, mereciam mais, merecia Hélder Fernandes, que grande exibição, enquanto na frente os seus companheiros fizeram por diversas vezes tremer o grande SL Benfica, obrigando mesmo o guardião encarnado a trabalhar mais do que estaria a pensar quando do apito inicial.

Segue-se a quarta partida em casa, às 19h00 de sábado, dia 21, com o Módicus Sandim, numa altura em que o Leões de Porto Salvo mantém o 11.º lugar, com 4 pontos, jogo em que é fundamental à formação liderada por Jorge Monteiro e Miguel Monteiro festejar a vitória pois na semana seguinte viaja ao Norte, a Vila do Conde, onde vai ter pela frente a sempre difícil equipa a jogar no seu reduto, o Rio Ave.
 

Leões de Porto Salvo, 2 – Sporting de Braga, 2
 
Leões de duas caras com empate feliz

 

Depois de 20 minutos de bom futsal, a defender, a atacar, pressionante, não dando muito espaço ao adversário, em que Cherif, aos 9 minutos, e Papa Unjanque, aos 11 minutos, colaram a bola nas redes bracarenses, os pupilos de Jorge Monteiro após o descanso e no espaço de 3 minutos, entre os 31 e 34, estragaram o quadro pintado de forma excelente na primeira parte, que mereceu aplausos dos seus muitos adeptos, entre os quais Carlos Morgado, vice-presidente e figura máxima do Desporto da Câmara Municipal de Oeiras, que seguiu o jogo no camarote ao lado do presidente Jorge Delgado, e que acabou por assistir a mais um jogo em que o Leões de Porto Salvo teve a vitória na mão, acabou com um empate, mas diga-se que a derrota esteve por um fio.

Quem esteve nas bancadas em Porto Salvo viu dois Leões, ou seja um radiante, cheio de brilho e força, que mereceu elogios ao intervalo, o outro trapalhão, cinzento, que quase fez esquecer uma primeira metade de excelência, 20 minutos que diga-se poderia ter saído para descanso com um resultado bem mais volumoso que o 2-0 sobre o Sporting de Braga.

A facilidade de passe, a intensidade sobre o adversário, o colectivo da primeira metade foi algo que desapareceu por parte dos porto-salvenses, dando lugar a uma tempestade de passes errados, gerando liberdade para os bracarenses para explanarem o seu jogo e contra-atacarem de forma venenosa, assim como algum individualismo foram peças bastantes para que os três pontos ficassem reduzidos a um, a mais um jogo em que a vitória esteve ali à mão de semear e que voltou a escapar quando ninguém esperava.

Um ponto que mantém o Leões de Porto Salvo fora do ”Grupo 8”, em 11.º lugar, com 4 pontos, em 15 possíveis, numa altura em que vai jogar com o SL Benfica, no pavilhão da Luz, partida marcada para domingo, dia 15, às 18h00, com directo televisivo na TVI24.
 
Lombos derrotado sai do “Grupo 8”

 

Não podia começar melhor a partida do CRC Quinta dos Lombos em Valbom, dois golos de vantagem quase no final da etapa inicial, o primeiro apontado por Bruno Martins, no primeiro minuto, o segundo por Ivo Oliveira, aos 12 minutos, deixavam certamente antever um resultado diferente daquele que no final o conjunto de Rodrigo Barreiros somou com o Unidos Pinheirense, derrota por 5-3, depois de ir para intervalo com um golo de vantagem (1-2).

Na segunda metade a equipa nortenha acabou por conseguir saltar para a frente do marcador (3-2), no entanto Eddy, aos 28 minutos, ainda repôs a igualdade, que no entanto acabou por ser desfeita em dois minutos, aos 36 e 37, após a expulsão de Varela (35m) que viu o segundo amarelo, situação que apressou as derrota, terceira em cinco encontros fora de casa, que deixa o CRC Quinta dos Lombos na 9.ª posição, com 6 pontos, quando vai finalmente no próximo sábado, dia 14, mostrar-se perante os seus adeptos, ao receber o Fabril do Barreiro, jogo apontado para as 16h00, no pavilhão dos Lombos, em Carcavelos.
 
Estoril Praia aplica goleada ao Piedense,
Sassoeiros, Vinhais e Reguilas derrotados


 

Jornada negativa para os emblemas do concelho de Cascais, já que CF Sassoeiros, CDR “Os Vinhais” e Reguilas de Tires saíram derrotados perante os seus adeptos, um sábado negro em que apenas o Estoril Praia somou os três pontos num triunfo gordo, por 2-7, golos de Cacau (2), Paulo Xavier, Tiago Fernandes, Luizinho, Pedro Martins, Mané, na viagem à outra margem do Tejo onde teve pela frente o CR Piedense.

Em Sassoeiros, a formação de João Gonçalves com uma primeira parte desastrosa, em que alguns jogadores discutiram mais do que jogaram, e que terminou com um 0-4, acabou por amenizar a derrota nos derradeiros 20 minutos com o Portimonense, um conjunto que soube tirar proveito da lentidão e inépcia dos blaugrana no início da partida, que acabou com a segunda derrota do CF Sassoeiros no nacional secundário, por 3-7, segunda também do CDR “Os Vinhais”, esta em casa, com o Albufeira Futsal, por 3-4, enquanto o Reguilas de Tires, que deu indícios nas jornadas anteriores de manter o ciclo vitorioso, foi goleado pelo SC Farense (1-6), em Massapés.

Com três jornadas á disputadas, Estoril Praia e Reguilas de Tires seguem na 2.ª e 3.ª posição, com 6 pontos, a três do líder SC Farense, CF Sassoeiros e CDR “Os Vinhais”, com 3 pontos, ocupam o 7.º e o 9.º lugar da ”Série F”.

Na jornada do próximo sábado, dia 14, apenas os canarinhos de Nuno Chumbo jogam em casa, que será o terceiro dérbi entre as quatro formações do concelho de Cascais, com o CF Sassoeiros, partida marcada para as 18h00 no pavilhão de Alcabideche. Por sua vez os pupilos de Carlos Alberto Costa rumam ao Algarve onde defrontam o Portimonense, enquanto os de Pedro Nova atravessam o Rio Tejo para jogarem com o FC São Francisco, em Alcochete.
 

Resultados:
Nacional Feminino/Seniores – ArneirosCRC Quinta dos Lombos, 1-2.
Masculino/Sub-20 – Sporting CP-Leões de Porto Salvo, 4-1.
Juvenis – Leões de Porto Salvo-Sporting CP, 3-7.

Distritais Masculinos/Seniores I Divisão – GRF Murches-Atlético CP, 4-5; Casa Povo Arcena-Futsal Oeiras, 1-6; Fundação Salesianos-CRC Quinta dos Lombos B, 0-8; Dramático de Cascais-Monte Agraço, 6-1.
Juniores/Honra – CF Sassoeiros-Dramático de Cascais, 1-1; Estoril Praia-SL Olivais, 7-4.
Juvenis/Honra – AM Portela-Futsal Oeiras, 2-3; CF Sassoeiros-Academia Johnson, 2-5; CRC Quinta dos Lombos-CDR “Os Vinhais”, 5-0.
Iniciados/Honra – SC Torres-CF Sassoeiros, 1-3; SL Benfica-Leões de Porto Salvo, 7-1; Belenenses-CRC Quinta dos Lombos, 8-0; Sporting CP-Futsal Oeiras, 18-0.
Femininos/Seniores Honra – Nova Morada-UP Venda Nova, 3-3; Leões de Porto Salvo-Santa Iria, 2-1.
I Divisão – CRC Quinta dos Lombos-GD Operário.
Juniores – Leões de Porto Salvo-SL Benfica, 1-8.
 
Cartão vermelho na derrota do Leões,
Lombos está de regresso às vitórias


 

O Leões de Porto Salvo, depois de estar sempre na frente do marcador – com Diogo Santos a fazer o 0-1, aos 4 minutos, Papa Unjanque o 1-2, aos 23 minutos, e João Marçal o 2-3, aos 28 minutos –, somou a terceira derrota (4-3) na elite após a expulsão de Marinho (segundo amarelo), aos 37 minutos, altura em que a partida na casa do Futsal Azeméis encontrava-se empatada a três golos, situação que deixou a equipa de Jorge Monteiro reduzida a três jogadores de campo e que acabou por ser causadora do regresso a Porto Salvo sem qualquer ponto na bagagem.

O CRC Quinta dos Lombos, por sua vez, fez o trajecto de Pataias/Alcobaça a festejar a vitória, segunda em quatro jornadas e fora de portas, ao vencer o Burinhosa, por 1-4, com Eddy a bisar, aos 12 e 18 minutos, o segundo da marca dos 10 metros, Hugo Eduardo, aos 20 minutos, e Ricardo Andrade, aos 24 minutos, golos que valeram à formação comandada por Rodrigo Barreiros saltar para o 8.º lugar da tabela, com 6 pontos, enquanto o Leões de Porto Salvo caiu para a 11.ª posição, com 3 pontos.

No próximo fim-de-semana joga-se a 5.ª jornada, o primeiro a entrar em campo é o Leões de Porto Salvo ao receber às19h00 de sábado o Sporting de Braga no Complexo Desportivo de Porto Salvo, o CRC Quinta dos Lombos, que termina o seu longo caminho a jogar fora de casa, defronta na tarde de domingo o Unidos Pinheirense na Vila de Valbom, perto de Gondomar.
 
CF Sassoeiros e Reguilas vencem dérbis

 

Os golos de Cacau (3), Zé Maria e Paulo Xavier de nada valeram ao Estoril Praia para evitar a derrota com o Reguilas de Tires (5-7), naquele que foi o derradeiro dérbi deste sábado, que teve como palco o pavilhão Guilherme Pinto Basto, em Cascais, ao contrário, no primeiro dérbi, disputado no pavilhão sassoeirense, em Carcavelos, os golos de Ricardo André e Renato Hortas foram suficientes para o CF Sassoeiros averbar a vitória sobre o CDR “Os Vinhais” (2-1), jogos da 2.ª jornada do nacional secundário.

A formação de Pedro Nova ao conquistar a segunda vitória soma 6 pontos, que lhe vale o comando da ”Série F” juntamente com o SC Farense, seu adversário no próximo sábado, dia 7, às 16h00, no pavilhão de Massapés, São Domingos de Rana, Estoril Praia, CDR “Os Vinhais” e CF Sassoeiros, com 3 pontos, seguem no grupo dos 4.ºs classificados, seguindo-se igualmente na tarde de sábado a recepção da formação de João Gonçalves ao Portimonense, apontada para as 17h00, no pavilhão de Sassoeiros, a de Carlos Alberto ao Albufeira Futsal, às 16h00, no pavilhão do Bairro Além das Vinhas, e a ida do conjunto de Nuno Chumbo ao outro lado do Rio Tejo, onde às 19h00 defronta o CR Piedense.
 

Resultados:
Nacional Feminino/Seniores – Golpilheira-CRC Quinta dos Lombos, 2-1.
Masculino/Sub-20 – Leões de Porto Salvo-Quinta do Sobrado, 10-2.
Masculino/Juvenis – CS São João-Leões de Porto Salvo, 2-4.
Distritais Masculinos/Seniores I Divisão – GROB-GRF Murches, 6-1; Futsal Oeiras-CA Desportos, 4-5; CRC Quinta dos Lombos B-Pregança, 5-0; Monte Agraço-CDR “Os Vinhais” B, 4-3; Atlético CP-Dramático de Cascais, 1-0.
Juniores/Honra – Dramático de Cascais-Atlético CP, 2-1; Sporting Vila Verde-Estoril Praia, 2-1; CF Sassoeiros-Oficinas São José, 5-6.
Juvenis/Honra – Futsal Oeiras-Académico Ciências, 9-6; CRC Quinta dos Lombos-CA Desportos, 3-5; CF Sassoeiros-CDR “Os Vinhais”, 2-9.
Iniciados/Honra – Belenenses-CF Sassoeiros, 2-2; Shotokai Queluz-Leões de Porto Salvo, 3-5; Sporting CP-CRC Quinta dos Lombos, 16-1; Futsal Oeiras-Frassati, 4-1.
Femininos/Seniores Honra – Carnide Clube-Nova Morada, 5-2; Leões de Porto Salvo-UP Venda Nova, 4-1.
 

Leões de Porto Salvo, 2 – AD Fundão, 4
 
Leões: mau início na 2.ª parte valeu derrota

 

Depois da derrota com o Sporting por números exagerados, para as meias-finais da ”Taça de Honra”, em que os pupilos de Jorge Monteiro deixaram bons indicadores para a época que está a iniciar-se, ninguém esperava que no final da partida com a AD Fundão o sabor amargo da derrota voltasse a acontecer.

Mas aconteceu, e aconteceu por culpa de uma entrada displicente após o descanso, após uma primeira parte jogada em ritmo alto, bem jogada, com os porto-salvenses muito pressionantes sobre os adversários, dando-lhes pouco espaço, e no único que tal aconteceu, aconteceu o golo fundanense que levou as duas equipas empatadas a um golo para intervalo, com o do Leões a ter a assinatura de Teka, à passagem do 6.º minuto.

Uma primeira parte bem jogada, em que faltou, uma vez mais, a concretização na hora de atirar ao golo, voltando Ré, Rúben Santos, Teka, Marinho, Diogo Santos, Papa Unjanque, João Marçal, João Silva e Cherif a desperdiçarem ocasiões de irem para descanso em vantagem, já que Bebé, nas poucas intervenções que teve, dava a segurança necessária para que o assalto à baliza contrária fosse uma constante.

Mas se nos primeiros 20 minutos a capacidade defensiva do Leões se sobrepôs aos ataques da AD Fundão, no início dos segundos tal não aconteceu e no espaço de dois minutos, aos 22 e 24, os fundanenses fizeram os golos que lhes garantiram a vitória consolidada por um quarto a segundos do fim quando a formação de Porto Salvo jogava em 5x4, de forma lenta e ineficaz, não aproveitando o facto do adversário estar tapado com as cinco faltas desde o minuto 35.

Após os dois golos de rajada, o Leões de Porto Salvo voltou a meter ‘trancas à porta’, ou seja a jogar de forma pressionante amarrando o opositor na defesa da sua baliza, onde a bola entrou apenas uma vez, por Cherif, aos 27 minutos, mas que por diversas vezes esteve para entrar, só que a má pontaria, o remate de Papa Unjanque, rasteiro em vez de ser por alto, na cara do guarda-redes, impediram o Leões de Porto Salvo chegar ao golo que merecia, que não aconteceu e que traduziu-se na segunda derrota do campeonato.

O Leões de Porto Salvo, que mantém os 3 pontos e são 9.ºs na tabela, jogam no próximo sábado, dia 30, em Oliveira de Azeméis, com o Futsal Azeméis, equipa que segue no grupo dos 4.ºs classificados, com 6 pontos, e que nesta jornada não foi adversário fácil para o campeão Sporting, como tal uma partida em que o conjunto de Jorge Monteiro e Miguel Monteiro não vai ter facilidades para regressar a Porto Salvo com pontos na bagagem.
 
Quinta dos Lombos derrotado em Vila do Conde


Não era fácil, sabia-se, depois de ter assistido ao jogo dos vila-condenses em Porto Salvo, no entanto não era esperada uma derrota do CRC Quinta dos Lombos por goleada (6-1) com o Rio Ave, em Vila do Conde.

O golo de José Varela, aos 7 minutos, que repôs a igualdade, de nada valeu após o regresso de descanso, altura em que os pupilos de Rodrigo Barreiros perdiam por 2-1, já que a formação de Vila do Conde a partir do 25.º minuto foi alargando a vantagem de golos, chegando aos 4-1 à meia hora de jogo, altura em que o CRC Quinta dos Lombos lançou o 5x4 na procura de chegar ao golo, só que este voltou a acontecer mas na baliza carcavelense.

Segunda derrota em três jogos, todos eles fora de casa tal como o do próximo sábado, dia 30, com o Burinhosa, em Pataias, Alcobaça, equipa que ainda não venceu e está nos derradeiros lugares, enquanto o CRC Quinta dos Lombos soma 3 pontos que valem a 8.ª posição na tabela.
 
Estoril, Reguilas e Vinhais entram a vencer,
Sassoeiros derrotado na Cova da Piedade


 

Três vitórias e uma derrota no arranque do nacional secundário, com o Estoril Praia a trazer os três pontos de Tavira, onde derrotou o Sonâmbulos, por 3-6, o Reguilas de Tires a vencer em casa o Portimonense, por 5-2, e o CDR “Os Vinhais” a derrotar o São Francisco, por 5-4, resultados que permite às três formações do concelho de Cascais ocuparem um lugar no topo da classificação da ”Série F” secundária, enquanto o CF Sassoeiros, que saiu da Cova da Piedade com uma derrota, por 7-3, com o Piedense, encontra-se entre os últimos.

Na próxima jornada, vão acontecer dois dos seis dérbis da primeira volta do nacional da 2.ª divisão, o CF Sassoeiros-CDR “Os Vinhais” , apontado para as 17h00 no pavilhão sassoeirense, em Carcavelos, e o Estoril Praia-Reguilas de Tires, com início às 21h00 no pavilhão Guilherme Pinto Basto, em Cascais.

Resultados:
Nacional Feminino – ARCD Venda da Luísa-CRC Quinta dos Lombos, 2-7.
Distritais Masculinos/Seniores I Divisão – GRF Murches-Futsal Oeiras, 2-4; Os Torpedos-CRC Quinta dos Lombos B, 1-8; CDR “Os Vinhais” B-Atlético CP, 4-3.
Femininos/Seniores Honra – Nova Morada-Leões de Porto Salvo, 2-4.
 

Leões de Porto Salvo, 2 – Sporting CP, 7
 
Derrota (justa) com números enganadores

 

A derrota era esperada pois a diferença entre plantéis é mais que visível, pois de um lado está uma equipa amadora, enquanto do outro uma profissional, no entanto os números finais são enganadores pois demonstram um desnível não visto dentro das quatro linhas.

Quando as duas formações foram para descanso com o resultado em 1-3, com Papa Unjanque a fazer o golo dos porto-salvenses, os dois golos de vantagem do Sporting tinham sido uma oferta de Natal adiantada pelos pupilos de Jorge Monteiro, já que quer no livre, por atraso não possível ao guarda-redes, onde ninguém marcou ninguém, quer logo de seguida uma bola solta na área pediram licença para a despacharem, acabaram por resultar em dois golos muito consentidos.

E se na primeira parte o Leões de Porto Salvo deu que fazer ao último reduto do campeão em título, o início da segunda foi bem mais intensivo sob a batuta de Ré e Teka obrigando o guardião do Sporting a trabalhos que certamente não esperava, acabando numa das situações a que foi obrigado a intervir a cometer falta para grande penalidade, que Teka converteu num justíssimo 2-3.

E se o 1-3 já incomodava, o 2-3 incomodou muito mais, com os jogadores de Alvalade a serem obrigados a cometerem faltas atrás de faltas para segurarem a carga da formação de Porto Salvo, chegando de forma rápida às quatro com indícios que a quinta não demoraria muito. Só que, quando tudo levava a crer que o 3-3 estava mais perto que o 2-4, este aconteceu quando Marinho, que corria para a baliza com a bola dominada com apenas um jogador do Sporting na sua frente e com um companheiro a desmarcar-se na direita, adiantou demasiado a bola, perdeu-a, contra ataque e golo.

A partir daqui o bom período porto-salvense acabou, o 2-5 e o 2-6 nasceram de perdas de bola, o último em 5x4, com Teka a fazer de guarda-redes, o 2-7 nos derradeiros segundos de grande penalidade, resultado que deixou o Leões de Porto Salvo fora da final da ”Taça de Honra AFL”.
 

Leões de Porto Salvo, 3 – Rio Ave, 2
 
Leões com vitória difícil ao cair do pano
• 4.ª feira há duelo de leões em Porto Salvo


 

Sofrida, e conseguida a 5 segundos do apito final, foi a vitória dos pupilos de Jorge Monteiro sobre o Rio Ave, jogo que o Complexo Desportivo de Porto Salvo recebeu ao final da tarde de sábado depois da derrota na jornada inaugural do campeonato, como tal uma partida em que os adeptos porto-salvenses esperavam ver a sua equipa somar os três pontos.

Três pontos que acabaram por acontecer com o golo de João Marçal aos 39,55 minutos, que juntamente com o bis de Teka, aos 15 e 37 minutos, ambos a reporem a igualdade perante os vila-condenses, valeu a festa final depois de um sofrimento muito por culpa da falta de concretização dos jogadores de Jorge Monteiro e Miguel Monteiro, que na cara do guarda-redes contrário falharam inúmeras oportunidades de golo que, a a terem acontecido, poderiam ter levado o Leões de Porto Salvo a conseguir uma vitória por números bem superiores.

Muita coisa mudou da época passada na formação porto-salvense, e não apenas pelas caras novas que chegaram, joga-se futsal, algo que não acontecia sob a anterior direcção técnica, a bola é trocada de forma simples mas tendo como finalidade chegar de forma rápida à baliza contrária, não descurando no entanto o último reduto, os quatro em campo, nota-se, não são inventados no momento, há trabalho semanal tendo em vista o adversário, este Leões está diferente, até os jogadores que ficaram estão mais soltos, mais convictos do seu valor e o banco bem mais calmo, mesmo quando as coisas não correm bem.

Agora segue-se esta quarta-feira, às 21h00, o terceiro jogo com o Sporting CP, desta vez para as meias-finais da ”Taça de Honra AFL”, prova da Associação de Futebol de Lisboa, que tem como palco o recinto porto-salvense, depois, no sábado, dia 23, e de novo perante os seus adeptos, o Leões de Porto Salvo, pelas 19h00, é o anfitrião da AD Fundão, partida da 3.ª jornada da divisão de elite, onde a formação do concelho de Oeiras segue no grupo dos 6.ºs classificados, com 3 pontos, juntamente com o CRC Quinta dos Lombos e Rio Ave.
 
Quinta dos Lombos vence em Vila das Aves


Depois da derrota na jornada inicial, era fundamental que o CRC Quinta dos Lombos somasse os três pontos em jogo na deslocação a Vila das Aves, perante o Desportivo, situação que os pupilos de Rodrigo Barreiros acabaram por conseguir de forma fácil já que no final dos primeiros 20 minutos os auri-negros já venciam por três golos de diferença (1-4).

O golo de Gonçalo Sobral, aos 9 minutos, lançou o CRC Quinta dos Lombos para uma vitória que deixa antever uma época mais descansada, pois a equipa técnica carcavelense conta na disputa deste campeonato mais soluções, quer nos quatro em campo, quer no banco, onde em 2016/2017 Rodrigo Barreiros olhava e faltava-lhe substitutos à altura, e quando dois minutos depois Alesandro fez o 0-2, a que se seguiu o bis de Ricardo Andrade no espaço de um minuto, aos 16 e 17, e em que no meio o Desportivo das Aves fez o seu primeiro golo, sentiu-se que a vitória já não fugia pois havia jogadores no banco, não só para refrescar a equipa mas também para manter a qualidade, acabando Hugo Eduardo, aos 35 minutos, por fazer o 2-5 final.

Primeira vitória no campeonato que deixa o CRC Quinta dos Lombos a meio da tabela, no grupo dos 6.ºs, com 3 pontos, tantos como o Leões de Porto Salvo e Rio Ave, com este a ser o próximo adversário, jogo na tarde de sábado, dia 23, em Vila do Conde, terceira saída consecutiva com a primeira partida em Carcavelos apontada apenas a 14 de Outubro, com o Fabril do Barreiro, já que o CRC Quinta dos Lombos volta a inverter o jogo com o Burinhosa (30 de Setembro) voltando a jogar fora na jornada 5 com o Unidos Pinheirense, a 7 de Outubro, um início com cinco partidas consecutivas na condição de visitante, situação que será inversa no começo da segunda metade do nacional de elite.
 
Leões e Lombos derrotados no início da elite


Não começou bem o campeonato para as duas formações da Linha, ambas com derrotas fora de casa, a do CRC Quinta dos Lombos em Gaia, com o Módicus Sandim, a do Leões de Porto Salvo na estreia do pavilhão João Rocha, em Lisboa, com o Sporting CP, a do concelho de Cascais mais ou menos esperada, a do concelho de Oeiras esperada pois tinha como adversária a equipa que ostenta o título de campeã com um naipe de jogadores de grande valor nacional e internacional, um conjunto que para além de manter o seu núcleo duro recebeu como reforços dois vultos do futsal mundial, Divanei e Cardinal.

Os primeiros a entrarem em campo foram os carcavelenses de Rodrigo Barreiros, jogo que até começou bem com Gonçalo Sobral, aos 5 minutos, a abrir o marcador, golo que acabou por não servir os intentos do CRC Quinta dos Lombos, sair pelo menos com um empate de Gaia, pois a formação adversária acabou por vencer por 3-1.

No encontro que fechou a jornada, os pupilos de Jorge Monteiro sofreram o primeiro golo muito cedo (2m), aguentaram até aos 13 minutos, altura em que o Sporting fez o 2-0, caindo de vez no derradeiro minuto da primeira parte em que o marcador chegou aos 4-0, resultado amenizado com o golo solitário de Cherif quase ao soar do apito.
Na segunda metade, e apesar da capacidade de luta dos porto-salvenses, a equipa de Alvalade chegou à goleada, 8-1, que deixa o Leões de Porto Salvo como primeiro lanterna-vermelha do campeonato.

No próximo sábado, dia 16, joga-se a segunda jornada com o Leões de Porto Salvo a receber às 19h00 o Rio Ave, já o CRC Quinta dos Lombos volta a deslocar-se ao Norte do país, desta feita a Vila das Aves, onde defronta o Desportivo local.
 
Sassoeiros-Reguilas decide “Taça de Cascais”

 

A bola vai começar a rolar às 17h30 deste domingo, dia 17, no pavilhão Guilherme Pinto Basto, em Cascais, recinto que a União de Clubes do Concelho de Cascais, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da Associação de Futebol de Lisboa, na organização de mais uma edição da ”Taça de Cascais”, fez questão de escolher para a final de 2017 e que vai pôr frente a frente as formações do CF Sassoeiros e do Reguilas de Tires, clubes que esta época vão defrontar-se na divisão secundária nacional, onde também estão o Estoril Praia e o CDR “Os Vinhais”.

Na jornada que decidiu os finalistas, no ”Grupo 1” o Reguilas de Tires bateu o Estoril Praia, por 5-2, afastando os canarinhos da final, enquanto na partida em que se decidia o último lugar da tabela o Dramático de Cascais venceu o GRF Murches, por 5-4, no ”Grupo 2” o duelo entre o CF Sassoeiros e o CRC Quinta dos Lombos terminou com a vitória dos blaugrana, por 2-1, deixando os auri-negros de fora da luta pelo troféu que tinham conquistado em 2016.

Sassoeirenses e tirenses discutem o título de campeão e vice-campeão da ”Taça de Cascais 2017”, em cuja tabela final o Estoril Praia ficou no 3.º lugar, na 4.ª posição sentou-se o CDR “Os Vinhais”, na 5.ª o Dramático de Cascais, na 6.ª o CRC Quinta dos Lombos e na 7.ª o GRF Murches, clube que vai receber a ”Taça de Disciplina” na cerimónia de entrega de prémios após o encontro da final de domingo, que pode ser seguida em directo através do canal W SPORTS através do link –

https://www.youtube.com/channel/UCB7xlxae8ERe847wjEEIGuQ
 
Reguilas-Estoril e Sassoeiros-Lombos
decidem final da “Taça de Cascais 2017”
• Canarinhos com Capital Europeia da Juventude


 

Esta quarta-feira, dia 13, a partir das 21h00, as formações do Reguilas de Tires e do Estoril Praia, no pavilhão de Massapés, em São Domingos de Rana, e do CF Sassoeiros e CRC Quinta dos Lombos, no pavilhão de Sassoeiros, em Carcavelos, jogam o acesso à final de domingo, 17, que tem como palco o recinto do Guilherme Pinto Basto, em Cascais, dia da decisão do campeão de 2017 da ”Taça de Cascais”, competição organizada pela União de Clubes do Concelho de Cascais, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da Associação de Futebol de Lisboa.

Os resultados da 2.ª jornada não diferiram muito dos da jornada inicial, no ”Grupo 1” Estoril Praia e Reguilas de Tires voltaram a golear, os tirenses perante o Dramático de Cascais (7-1), os estorilistas com o GRF Murches (5-1), resultados que deixam a formação de Pedro Nova a um empate da final, enquanto a de Nuno Chumbo, que na passada sexta-feira apresentou no Tamariz os novos equipamentos, onde exibem na frente das camisolas consta – Capital Europeia da Juventude Cascais 2018 –, acto em que na companhia de Alexandre Faria, presidente do Estoril Praia, marcou presença Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, e Pedro Morais Soares, presidente da União de Freguesias de Cascais e Estoril, vê-se obrigada a vencer para marcar presença em Cascais.

No ”Grupo 2”, dois jogos dois empates, depois da igualdade dos sassoeirenses no Bairro Além das Vinhas, desta feita foi o CRC Quinta dos Lombos a sair do pavilhão do CDR “Os Vinhais” com um empate a três golos que leva a decisão para a última partida em que novo empate baralha todas as contas, mas que a vitória quer dos blaugrana, quer dos auri-negros, serve para seguir para disputar domingo o troféu de 2017 da ”Taça de Cascais”.
 

Leões de Porto Salvo, 3 – CRC Quinta dos Lombos, 2
 
Vem aí duplo encontro entre leões,
“Liga Sport Zone” e “Taça de Honra”


 

O primeiro é já este sábado, dia 9, às 20h30, no pavilhão João Rocha, um Sporting CP-Leões de Porto Salvo, jogo da jornada inaugural do campeonato da elite nacional e que vai ter transmissão directa na TVI24, o segundo será a 20 de Setembro (uma quarta-feira), no Complexo Desportivo de Porto Salvo, jogo das meias-finais da ”Taça de Honra AFL”, devido à vitória da formação de Jorge Monteiro na partida da pré-eliminatória com o CRC Quinta dos Lombos, por 3-2, com 3-1 nos primeiros 20 minutos, golos de Teka, Dani e João Silva para o Leões, e de Fantinato para o Lombos, sob o olhar de José Carlos Loureiro, vice-presidente da Associação de Futebol de Lisboa, que na companhia do presidente Jorge Delgado marcou presença no camarote do recinto porto-salvense.

Um encontro que ficou marcado pela presença em campo da novel equipa ‘B’ do CRC Quinta dos Lombos, situação que causou alguma estranheza já que a prova é oficial, como tal a não presença da formação principal acabo por não ser uma boa promoção, quer para a prova organizada pela Associação de Futebol de Lisboa, quer para a modalidade, quer para os muitos adeptos que acorreram ao pavilhão para assistirem ao primeiro dérbi da época, que fica adiado para 4 de Novembro.

Uma partida que acabou por ser encarada pelo Leões de Porto Salvo como um treino, em que os jovens carcavelenses mostraram qualidades, especialmente Fantinato, jogador nascido e criado na formação porto-salvense.

A vencer por 3-1 ao intervalo os pupilos de Jorge Monteiro estiveram sempre por cima do jogo, as oportunidades de golo sucederam-se, não sendo concretizadas, umas por culpa da boa exibição do guarda-redes auri-negro Guilherme Carvalho, outras por falta de pontaria, outras por displicência, numa segunda parte jogada praticamente no meio campo defendido pelo CRC Quinta dos Lombos em que o guarda-redes porto-salvense, Hélder Fernandes, fez a primeira defesa aos 35 minutos.

Sábado, no pontapé de saída da ”Liga Sport Zone”, o CRC Quinta dos Lombos abre a competição em casa, recebendo às 16h00 a formação do Módicus Sandim.
 
Quinta dos Lombos apresenta-se
este domingo com Reguilas de Tires



Domingo, dia 27, à tarde, é a vez do CRC Quinta dos Lombos 2017/2018 apresentar-se aos sócios e adeptos, mantendo-se fiel a fazê-lo no torneio que evoca a memória de Rui Silva, antigo atleta e dirigente, este ano perante outro emblema do concelho de Cascais, o Reguilas de Tires, equipa que milita na divisão secundária nacional, comandada por Pedro Nova, elemento que em tempos vestiu a camisola auri-negra.

O programa que conta com dois jogos, o primeiro, já habitual, entre dirigentes, sócios e amigos do homenageado, com início às 14h45, seguindo-se o CRC Quinta dos Lombos-Reguilas de Tires, às 16h00, partida em que serão apresentados os jogadores que fazem parte do plantel comandado por Rodrigo Barreiros tendo em vista as quatro frentes oficiais da época que vai iníciar-se em Setembro, primeiro com a “Taça de Honra AFL”, depois na “Liga Sport Zone”, “Taça de Portugal” e “Taça de Liga”, assim como a“Taça de Cascais”, competição organizada pela Câmara Municipal de Cascais com o apoio da Associação de Futebol de Lisboa.
 
Época arrancou em Porto Salvo
• Leões apresenta-se com Sporting


 

Dois estão certos, o primeiro no próximo sábado, dia 19, às 21h00, jogo em que o Leões de Porto Salvo faz a apresentação do seu plantel, muito renovado, e da sua, totalmente nova, equipa técnica liderada por Jorge Monteiro, aos sócios e simpatizantes, o segundo no pontapé de saída do campeonato, a 9 de Setembro, no pavilhão João Rocha, onde os porto-salvenses defrontam o Sporting, encontro que pode vir a acontecer pela terceira vez, a 20 de Setembro, caso o Leões ultrapasse o CRC Quinta dos Lombos na pré-eliminatória da ”Taça de Honra AFL” marcada para 6 do mesmo mês em Porto Salvo.

Com os vários encontros de pré-época já apontados, a formação do Leões de Porto Salvo iniciou esta segunda-feira, dia 14, os trabalhos tendo em vista as quatro competições que vão preencher a época – ”Taça de Honra AFL”, ”Taça da Liga”, ”Taça de Portugal” e ”Liga Sport Zone” –, com a primeira a ser definida por Jorge Monteiro como fazendo parte dos trabalhos para o ataque ao nacional de elite, as três restantes, aí sim, com os olhos postos nos play-off, onde o novo treinador porto-salvense quer chegar o mais longe possível, tendo como objectivo no campeonato (pelo menos) atingir as meias-finais, igualando o feito de 2011/2012 em que o Leões de Porto Salvo obrigou o SL Benfica, que se sagrou campeão, a quarto jogo que os encarnados acabaram por vencer com dificuldade (1-2).

Sobre o plantel às ordens da equipa técnica que lidera, Jorge Monteiro, para além da confiança e garantias, não tem dúvidas sobre o seu valor para a concretização dos objectivos traçados, deixando claro que os cinco sobreviventes da época passada e os que agora vão defender o emblema do concelho de Oeiras, criteriosamente seleccionados pela sua valia técnica e humana, têm a qualidade necessária para construir uma equipa com capacidade para dar muitas alegrias aos adeptos, um plantel que conta com cinco jogadores internacionais, Bebé, Ré e João Marçal, nos “AA”, Ted e Daniel Pires, nos sub-21, e que no primeiro dia de trabalhos teve um treino puxadinho, sempre com a redondinha, que deixou indicações positivas quanto à forma física como todos os jogadores se apresentaram.

Para além do jogo de apresentação no próximo sábado, o Leões de Porto Salvo vai estar esta quarta-feira, dia 16, num triangular, à porta fechada, no pavilhão da Luz, a partir das 19h00, com o SL Benfica e CRC Quinta dos Lombos, seguindo-se, a 26 de Agosto, o “Vagos Cup”, torneio com a participação do Covão do Lobo, Rio Ave e Módicus Sandim, finalizando os jogos de pré-época a 2 de Setembro em Porto Salvo, onde o Leões, às 16h00, recebe o Fabril do Barreiro e Portimonense.
 

Plantel e Equipa Técnica para 2017/2018

Guarda-Redes – Carlo, Bebé (ex-SL Benfica) e Hélder Fernandes (ex-AD Fundão).

Jogadores de Campo – Diogo Santos, Carlo Cardoso, João Silva, Rúben Santos, Papa Unjanque, Bruno Rodrigues (ex-sub-20 Leões Porto Salvo), Ré (ex-SL Benfica), João Marçal (ex-Burinhosa), Teka (ex-AD Fundão), Samuka e Daniel Pires (ambos ex-AM Portela), Ted (ex-CDR “Os Vinhais”), Cherif N'Diaye (ex-Ereira e Benfica) e Marinho (ex-CRC Quinta dos Lombos).

Equipa Técnica – Jorge Monteiro (treinador principal), Miguel Monteiro e João Campos (adjuntos), Rui Capela (treinador guarda-redes), Ricardo Saldanha (preparador físico e scouting) e João Félix (fisioterapeuta).

Pavilhão do Leões com iluminação LED

Os adeptos e simpatizantes porto-salvenses, que no próximo sábado marquem presença no jogo de apresentação do Leões de Porto Salvo, vão verificar que o Complexo Desportivo tem uma iluminação bem diferente daquela a que estavam habituados, mais luz, branca, um sistema mais funcional ao nível daquilo que melhor se instala na Europa em espaços do género, esperando-se uma redução significativa na factura energética, a par da contribuição que traz para a melhoria de uma prática de excelência em qualquer modalidade desportiva de pavilhão, que só foi possível com o apoio fundamental da Câmara Municipal de Oeiras e da Federação Portuguesa de Futebol.
Para além do moderno e funcional sistema de iluminação LED Phillips, a direcção liderada por Jorge Delgado aproveitou o defeso desportivo para levar a efeito várias obras no Complexo Desportivo, uma delas, a construção de um tanque para gelo, essencial e importante mais valia para os jogadores.
 
Estoril Praia conquista “Supertaça AFL”
e termina época com o pleno de títulos


 

Não podia terminar melhor, primeiro a conquista da ”Taça AFL”, depois o troféu de campeão da divisão de Honra e subida ao nacional secundário, e por último a ”Supertaça AFL”, sempre sobre o mesmo adversário, o CF Sassoeiros, um pleno de títulos conquistados pelos jogadores Ivo Coelho, João Carreira, Gonçalo Rodrigues, Rudi Neves, Zé Maria, Tiago Cruz, Pedro Martins, Vasco Lopes, David Magina, Guedes, Bruninho, Cacau, Rúben André, Mané Reis, Cláudio Santos, Luizinho, Leandrinho, Nelson Ribeiro, Ricardo Balouta, João Silva e João Carlos Pinheiro, sob o comando técnico de Nuno Chumbo, Nuno Serra e Luís Brito, com o apoio do delegado Filipe Simões, do coordenador geral Paulo Ribeiro e do director Bruno Sampaio, assim como do corpo clínico constituído por Carlos Ferrão (osteopata), Sérgio Sabença (enfermeiro), Carla Balixa e Ruzana Gosheva (massagistas), feitos que fecham com chave de ouro a época de 2016/2017.

No derradeiro jogo, em que estava a disputa da ”Supertaça”, e que teve como palco o Complexo Desportivo de Porto Salvo, os canarinhos apenas sentiram dificuldades na primeira metade do encontro, que terminou com uma igualdade a um golo, a que se seguiram os segundos 20 minutos em que a vitória não merece qualquer contestação, não só porque o Estoril Praia marcou mais golos, mas também porque a formação do CF Sassoeiros não conseguiu manter o equilíbrio dos 19,30 minutos da primeira parte, dando sequência ao final desastroso em que permitiu de forma caricata o empate com que foi para descanso.

E se o final da primeira parte não foi bom, o começo da segunda não foi melhor, falta de concentração aproveitada pelos canarinhos que passavam para a frente do marcador, seguindo-se ainda o empate (2-2), o último da partida pois a partir daí só deu Estoril Praia com golos para todos os gostos, alguns muito consentidos, outros de belo efeito pelos pupilos de Nuno Chumbo, que acabaram por chegar ao 7-3 final mercê da concretização de Zé Maria, por três vezes, Mané, Cacau, Bruninho e Pedro Martins, enquanto do lado sassoeirense os golos foram apontados por Rúben (2) e Manuel Pinto.

Um jogo que no entanto fica marcado por mais uma má arbitragem, erros atrás de erros na segunda metade, precisamente na altura em que a partida se tornou mais difícil, um deles, que acabou por desequilibrar o que já não estava equilibrado, por mérito dos estorilistas, a expulsão de Renato Hortas, no entendimento da dupla de arbitragem por simulação, errada, já que o sassoeirense sofreu um ‘chega para lá’ nas costas de Zé Maria, lance dentro da área canarinha em que a bola teria de ir para a marca dos 6 metros, penálti que não foi marcado e cartão amarelo (segundo) que deveria ter ficado no bolso que acabaram por marcar a ”Supertaça”, um lance mal ajuizado que motivou na altura muitos protestos por parte do Luís Varela, que estava no comando da equipa do CF Sassoeiros, dos jogadores e de Tiago Guelho, que estava na bancada devido a castigo, que se prolongaram após o apito final.

Lance que não põe em causa a vitória do Estoril Praia, já que a partir do 3-2 estorilista a equipa do CF Sassoeiros, que acabou a partida a jogar em 5x4, não mais se encontrou.

Nuno Lobo e José Loureiro, presidente e vice-presidente da Associação de Futebol de Lisboa, marcaram presença na entrega do troféu e medalhas, cerimónia em que foram acompanhados por Alexandre Faria, presidente do Estoril Praia, Deolinda Sousa, presidente do CF Sassoeiros, e Carlos Pereira, vice-presidente do Leões de Porto Salvo.
 
GD Barcarena sagrou-se
campeão nacional da Liga Inatel



A formação do Grupo Desportivo de Barcarena, depois de terminar a ”Série B” de Lisboa na primeira posição, somando doze vitórias, um empate e uma derrota, seguindo-se a fase final de apuramento de campeão em que o emblema do concelho de Oeiras acabou por conquistar o título distrital lisboeta ao superar os restantes cinco finalistas, entre eles Os Dragões de Lisboa, conjunto que venceu a ”Série A” da fase inicial, conquistou a fase final nacional da "Liga Inatel" em Gondomar, regressando a Barcarena com o troféu de campeão após as vitórias, nas meias-finais e final, sobre as equipas do Cristelo (Porto), por 4-2, e do Ferragudense (Algarve), por 3-1.
 
Estoril sagrou-se campeão e sobe aos nacionais
• Sábado (18h00) há “Supertaça” em Porto Salvo


 

O sonho do Estoril Praia, que os dirigentes canarinhos tudo fizeram, para que acontecesse na época passada, em que a equipa claudicou nos encontros finais, tal como já tina acontecido na ”Taça AFL”, acabou este ano por concretizar-se com a dupla vitória sobre o CF Sassoeiros, primeiro em Carcavelos (2-4) e este sábado, em Alcabideche, por 4-3, numa partida em que os canarinhos, apesar das dificuldades criadas pela formação adversária, conseguiu festejar no final da partida o título de campeão da divisão de Honra distrital e a subida ao nacional secundário juntamente com a sua massa associativa, desta feita em clara maioria no pavilhão e que do primeiro ao último minuto, como sempre tem acontecido ao longo da época, teve papel fundamental no feito do Estoril Praia.

Não foi um jogo fácil, os pupilos de Tiago Guelho, que os comandou pela última vez, tal como toda a sua equipa técnica, não deixaram de criar dificuldades aos jogadores de Nuno Chumbo, o empate a um golo ao intervalo era a evidência de que a luta pela vitória estava em aberto para qualquer dos dois cinco, no entanto a maior capacidade colectiva e individual de Leandro, José Maria e C.ª acabou por vir ao de cima com os golos estorilistas de Cacau (2), Magina e Tiago, a serem suficientes e superiores aos dos sassoeirenses apontados por João Tomás (2) e David Rosa.

Em 2017/2018 a divisão secundária nacional vai ter a participação de três emblemas do concelho de Cascais, o CDR “Os Vinhais”, que teve uma passagem efémera pela elite e que regressou, o Reguilas de Tires, que esta época esteve na luta para ocupar o lugar da de “Os Vinhais”, e o Estoril Praia, que se mantiver a espinha dorsal da equipa, com mais três/quatro reforços, pode vir a ter uma palavra na disputa de um lugar entre os grandes, tudo depende do que os dirigentes canarinhos pretendam para o futuro de uma equipa com nome nacional e que viria certamente engrandecer a modalidade ao mais alto nível.

Entretanto a época só termina no próximo sábado, dia 24, com a disputa da “Supertaça AFL”, competição que vai ter como palco o Complexo Desportivo de Porto Salvo, com o Estoril Praia e o CF Sassoeiros a encontrarem-se de novo numa partida cujo apito inicial está apontado para as 18h00 da tarde.
 
Futsal Oeiras (juniores) e Sassoeiros (iniciados)
sagram-se campeões e sobem de divisão
• Estoril (juniores) na Honra


 

Final de época, contas finais e mais três equipas dos concelhos de Oeiras e Cascais a darem o pulo para divisões superiores nos distritais de Lisboa, com duas, Clube de Futsal de Oeiras e Clube de Futebol de Sassoeiros a festejarem os títulos de campeãs em juniores e iniciados.

Enquanto a formação júnior do CF Oeiras garantiu o título e a respectiva subida à 1.ª divisão com o pleno de vitórias na fase final da divisão secundária, marcando 35 golos e sofrendo 17, depois de na fase regular ter conquistado 18 vitórias, 1 empate e 3 derrotas, 162-69 em golos marcados e sofridos, a do Estoril Praia terminou o campeonato primo divisionário na 2.ª posição, lugar que lhe conferiu a subida à Honra.

Em iniciados, título de campeão da 1.ª divisão e subida à Honra para o CF Sassoeiros, com 9 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, 45 golos apontados e 19 sofridos.
 

Resultados:
Distritais/Juniores I Divisão/Apuramento Campeão – Atlético CP-Estoril Praia, 4-1.
Juniores II Divisão/Apuramento Campeão Juvenis I Divisão/Apuramento Campeão – Sporting Vila Verde-Dramático de Cascais, 1-9; CDR “Os Vinhais”-PSAAC, 6-6.
Iniciados I Divisão/Apuramento Campeão – Presa Casal Rato-CF Sassoeiros, 3-2.
 
“Os Vinhais” e Sassoeiros campeões distritais


A formação juvenil do CDR “Os Vinhais, ao vencer fora de casa o Bons Dias, por 4-6, e a iniciada do CF Sassoeiros, ao empatar em casa com o Frassati, por 1-1, quando ainda faltam três jornadas para o final dos respectivos campeonatos, são já detentoras dos títulos primo divisionários dos distritais lisboetas e da subida às divisões principais, a Honra.

Resultados:
Masculinos/Juniores I Divisão/Apuramento Campeão – Estoril Praia-AMSAC, 2-3.
Infantis Honra/Apuramento Campeão – CRC Quinta dos Lombos-SL Benfica, 0-9.
Femininos/I Divisão/Quartos-de-Final – GD Vialonga-CDR “Os Vinhais”, 3-2.
 
Estoril conquista finalmente a “Taça AFL”

 

Gorados que foram os dois títulos de 2015/2016, a formação do Estoril Praia desta vez fez questão de não desperdiçar o primeiro em que esta época esteve envolvida, a ”Taça AFL”, vencendo de forma categórica nas meias-finais o JOMA, por 8-3, derrotando o CF Sassoeiros na final, por 9-4, equipa que na outra meia-final tinha vencido o Corvos XXI, por 6-5.

A vitória dos estorilistas sobre os sassoeirenses teve a assinatura de Leandrinho (2), Mané (2), Zé Maria, Luisinho, Pedro Martins, Cacau e Bruninho, jogadores que apontaram os golos que levaram o conjunto treinado por Nuno Chumbo a levantar o troféu de campeão da ”Taça AFL 2016/2017” em Arruda dos Vinhos, local escolhido pela Associação de Futebol de Lisboa para a final-four da competição.
 

Segue-se agora o ‘assalto’ ao título de campeão da Honra distrital e a consequente subida ao nacional secundário, onde Estoril Praia e CF Sassoeiros estão na luta, com a jornada do próximo sábado, dia 22, a levar os blaugrana de Tiago Guelho a Lisboa para defrontarem a equipa da Escola Oficinas de São José, enquanto os canarinhos jogam com o Manjoeira, em Loures, numa altura em que faltam cinco partidas para o fim da segunda fase, seguindo-se depois os encontros com vista ao título.
 
 
 
 
Arquivo - Futsal
 
 


Linha Desportiva
Linha Desportiva | Ficha Técnica | Registo ERC n� 125284 | Direc��o: Lobo Pimentel | CONTACTOS | Design & Desenvolvimento: ST Collective Copyright © Todos os direitos reservados